Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Partes do todo...

... porque a vida é um somatório de experiências

Partes do todo...

... porque a vida é um somatório de experiências

26
Jun17

Ora vamos lá...

... ao customeiro balanço de final de ano. Não, ainda não é dezembro, mas... povo?!... vocês têm de perceber que eu sou professora, e como todos os professores deste grande mundo (ou vá, deste nosso país), o meu ano começa em setembro e acaba em agosto. E não, também ainda não estamos em agosto... nem julho... mas como a minha colocação este ano foi assim um bocadinho sem data de término, 'tou mesmo a ver que chegando o ínicio de julho, mandam-me marcar férias, arrumar as malas e "adeus-óh-foi-tão-bom". Por isso, e porque me apetece, faço já o balanço que é menos uma coisa em que fico a pensar.

'Tão vá... vamos lá a isto que é capaz de dar p'ó lado do post comprido.

Então, se têm acompanhado os escassos posts que tenho feito, sabem que em outubro fui colocada no Algarve por um mês. Ora (e agora é só pa contextualizar como diria a minha cara mãe), como sou de Leiria o que é q eu pensei? Mudar a minha vida para 420 km de casa por um mês quando tenho trabalho mesmo ao pé de casa por um ano? Yes, please. E lá vim eu... só não foi de malas e bagagens porque não sabia muito bem do que ía precisar. Um mês depois de cá estar, o contrato renovou por mais um mês e o que é que eu fiz? Voltei a casa e trouxe TUDO. E ainda bem, porque vai na volta o contrato foi sendo renovado e acabei por ficar o resto do ano letivo. A semana passada fui a casa e já voltei a levar quase tudo porque, não há carro que aguente tanta tralha de uma só vez!

Agora é mais uma ronda de avaliações *kill me now*, deixar tudo entregue e finalizado e volta-se pó lar-doce-lar.

Do resto... aka apostas feitas no final do ano (civil... não letivo, dah), pois que perdi tudo! Mas também, caramba, ninguém merece pôr a m... quer dizer... coisa mai'linda que é um aparelho nos dentes e ao mesmo tempo fazer dieta. Nope, no way Jose. Um sofrimento de cada vez. Por isso, a banhoca cá continua a fazer companhia e agora ainda 'tou mais pesada por causa dos ferros que tenho na boca. E porque uma fila de ferros nos dentes de cima não chega, em agosto vou colocar mais uma fila de ferros em baixo e da última vez que fui ao serralheiro, o gaijo ainda me pôs 2 ferros por dentro dos dentes de cima porque todos os outros não chegavam! Tenho dias que só me apetece arrancar esta porcaria toda com um martelo e um escopro. *angry face*

Ah... já me estava a esquecer das séries... pois, não tenho visto grande coisa... ando sem vontade. Mas vi a 5a temporada do House of Cards  e só tenho a dizer que quem não viu é um ovo podre e a mulher do padre... tudo ao mesmo tempo! #myturn

E agora 'tou aqui mortinha p'a que chegue o julho porque vem lá o-quê-o-quê? O Game of Thrones. Já é 16 de julho, já? Não? Porquêêêêêêêêêêêêê! *she screams desperately*

E pronto, como diria o outro, that's all folks... at least for now. ;)

29
Jan17

Westworld...

... Só me ocorre uma palavra: VEJAM!

Ok, vá, ocorrem-me várias palavras. Nomeadamente:

- a atenção ao detalhe,

- as voltas e reviravoltas que, embora estejamos à espera porque... bem, porque só pode, mas mesmo assim, apanha-nos despercebidos e ficamos "WTF?!",

- a inteligência da história,

- a inteligência com que a história é contada, deixando-nos intrigados logo no início e fazendo-nos perceber que há ali gato, mas não sabemos que tipo de gato é, e no entanto não nos deixa com a sensação de que somos estúpidos por não estarmos a perceber o que se passa ali, porque, no fundo, até estamos a perceber,

- a indignação que nos provoca com certas decisões tomadas, mas que depois são explicadas e acabamos a pensar "pois, faz todo o sentido",

- a escolha dos atores,

- a banda sonora,

- o final da temporada... mãe do céu que final! Podiam ter optado por nos deixar pendurados, mas inteligentemente não o fizeram e de certa forma ainda nos aguçaram mais o apetite para o que aí vem,

- e muito, muito mais.

E agora começa o suplício. É que estes senhores, roubaram uma página do livro do Sherlock (BBC) e parece que nos vão fazer esperar 2 anos pela próxima temporada. Por um lado entende-se, a primeira temporada demorou 2 anos a produzir e para se chegar aos resultados a que chegaram, as coisas levam tempo. Mas por outro lado... ora bolas!

Como disse em cima, vejam.

06
Jan17

Diz que é de bom tom...

... desejar um feliz ano novo e que todos os vossos desejos se realizem e não sei quê e não sei que mais. Então aqui vai:

FELIZ ANO NOVO

E QUE TODOS OS VOSSOS DESEJOS SE REALIZEM

E BLÁ, BLÁ, BLÁ...

Ok. Vamos lá ver, eu não ligo nenhuma a essa história da passagem de ano. Ao fim e ao cabo todos os dias acontece o mesmo: chegam as 11 e 59 e 59 segundos e vira outro dia. Por isso, não entendo muito bem aquela história dos desejos e da esperança que "este ano é que vai ser!". Vai ser, vai... vai ser igual ao outro, é o que vai ser!

Mas ok. Cada um festeja e acredita e tem esperança no que quiser e, como eu digo sempre, desde que não haja extremismos e que não se faça mal a ninguém, eu respeito tudo.

Outra coisa que se gosta muito de fazer num novo ano são as resoluções. São as das dietas, as das viagens, as das poupanças, as do que quiserem, só não me chateiem é com isso.

Ora, mas sendo eu quem sou, parece que as coisas, às vezes, me perseguem e este ano fui obrigada a pelo menos 2 resoluções! Vá... obrigada não é bem o termo, mas quando fazem apostas connosco, é difícil resistir! Houve uma pessoa que apostou comigo que conseguia perder mais peso que eu em 6 meses. E como a pessoa que é, já me ganhou em outra "resolução" (que só vai acontecer lá para abril... depois falo nisso), não o posso deixar ganhar também nesta, ou então é que ninguém o atura!

Por isso, caro irmão mais velho, como diria o tão sábio Sherlock:

THE GAME IS ON

(inserir sorriso maléfico!)

 

14
Dez16

Ui o que me chateia...

... esta altura do ano!

Não, não é por causa das prendas de Natal. Isso também me chateia, mas não é para isso que aqui estou hoje.

Como sabem, sou professora. Educadora, para ser mais exata. E esta altura é sempre uma treta. É esta, é ali por volta da Páscoa e também por volta do verão. Já estão a ver onde quero chegar? Sim? Não? Então, para quem é lento aqui vai:

AVALIAÇÕES!!!!!!

AAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHH

Só me apetece gritar e arrancar cabelos. Mas quem é que foi a alminha que inventou esta merda? Desculpem a linguagem, eu juro que nunca disse tal palavra ao pé dos meus meninos, mas é que as avaliações tiram-me do sério.

Certo, as avaliações são importantes e são uma ferramenta essencial nesta profissão, MAS SÃO AS AVALIAÇÕES DOS ALUNOS! Agora, as avaliaçõezinhas da porcaria do PAA e do PT e do PNL e da CAF e dos projetos e disto e daquilo e do raio que o parta... vão-se lixar, mas será que havia mesmo necessidade?!!! E depois, com o passar dos anos, em vez de simplificarem, só complicam e fazem-nos repetir a mesma lenga-lenga 3500 vezes para quê? PARA QUÊ?!

Sinceramente, cada vez me sinto menos Educadora e mais administrativa. Qualquer dia, nem tempo temos de estar com os nossos alunos e de os ensinar como deve ser, porque passamos o tempo todo a preencher papelada que, depois, no final de cada período temos de... querem adivinhar?... já adivinharam?... pois é, AVALIAR! >:(

UUUUUUIIIIIIIIIIII que estou possessa! >:(   >:(   >:(

27
Nov16

Desculpem-me...

... a frontalidade, mas tenho de fazer aqui um desabafo que anda comigo desde sexta-feira:

o povo português é muito estúpido!!!!

Sim, eu sei que não é grande novidade para ninguém, mas sempre que vejo determindadas coisas, não consigo deixar de me supreender... ainda!

Desta vez estou a referir-me às "promoções" (e ponho entre aspas, porque, convenhamos, foram bem fraquinhas, pelo menos em termos de roupa) da tão publicitada Black Friday.

No shopping onde fui aproveitar os míseros descontos, adivinhem qual a loja mais publicitada nos sacos que balançavam pedurados nas mãos e braços do estúpido povo português? A Primark.

Atenção, nada contra a loja. Também sou cliente. A questão é que a Primark não estava a fazer descontos. Pelo menos nada mais do que já costuma fazer todos os dias. Mas claro que, como povo português que são, as pessoas nem olham ao facto de haver realmente descontos ou não. Se é Black Friday, deve ser em todo o lado, logo 'bora lá aproveitar sem olhar para trás.

E vocês até podem contra-argumentar: "ah e tal, mas se calhar as pessoas foram à Primark porque mesmo sem descontos, é uma loja com preços em conta e mai-não-sei-quê e por isso as pessoas, se calhar, não são assim tão tapadas". Ao que eu terei de vos responder que: NÃO, infelizmente as pessoas são mesmo muito tapadas, porque, praticamente ao lado da Primark existe a Lefties, loja igualmente barata e que, essa sim, estava a fazer Black Friday com descontos em toda a loja. E mais uma vez, quais eram os sacos que mais se viam nas mãos dos clientes?... pois!

Não sei, mas acho que já era para sermos um pouco mais economicamente espertos. Desde que me conheço por gente que vivemos em "tempos difíceis". Se não é por um motivo é por outro, mas o país está sempre mal. Andamos sempre a "ter de poupar", e depois o povo, porque parece que ainda não aprendeu nada, em vez de olhar bem para o que está a comprar, onde e por que preço, só porque lhe abanam com o "chupa-chupa" das promoções, compra desalmadamente não olhando ao facto de ser preciso ou não e se está a ser enganado mesmo debaixo das barbas.

>:(

21
Nov16

Quem me conhece...

... sabe que de agricultora tenho muito pouco. O mais certo é, coisa (e por coisa leia-se: ser vivo que faz fotossintese) que eu plante ou semeie ou, simplesmente, tenha de tentar manter viva, morra. Há quem tenha a chamada mão verde, já eu tenho uma mão mais preta que carvão numa noite escura de lua nova!

Ora, sucede que tinha aqui um vaso com salsa que trouxe de casa (semeadinha pelos pais que têm mãozinhas verdinhas da cor da... lá está... salsa), mas a pobrezinha já estava com um ar mais desfalecido que outra coisa.

Resolvi então dar-me mais uma hipótese e lá estive eu, hoje, de mãos enfiadas na terra a transplantar os pés de salsa para vários "vasos" improvisados.

Até que estou ligeiramente orgulhosa do meu trabalho. Óh p'rós meus vasinhos tão bonitinhos:

Agora vamos lá ver é se a bicha começa finalmente a desenvolver ou se morre de vez.

Vá, toda a gente a fazer figas! :D

09
Nov16

Estou em...

... estado de choque!

Hoje, tal como todos os dias, toca o despertador... mando-o calar... levanto-me... ligo o rádio e qual é a primeira coisa que ouço o Pedro Ribeiro dizer?... que o Donald Trump tinha ganho as eleições dos EUA.

WTF???!!!!

Eu sempre desconfiei que a maioria dos americanos não era muito esperta, mas isto! Honestamente sempre achei que no final das contas o povo ía ter um momento iluminado e votar na Sra Clinton. Do mal o menos, certo?

Bem... contra factos não há argumentos e agora é esperar que, já que o povo não teve o tal momento ilumindado, este chegue ao Sr. Presidente Trump (ME...DO) e ele até faça um bom serviço.

Let's hope.

:s

 

28
Out16

Não sei...

... se já viram o filme "viver depois de ti". Se não viram, sinceramente não perdem muito em não ver. Se quiserem ver algo com uma história semelhante, então optem pelo "amigos improváveis", que é milhentas vezes melhor. Este último não tem é a componente romance que o primeiro tem. Por isso, se estão para aí virados... força nisso. Mas depois não digam que não avisei.

Para além da história semelhante, os dois também possuem uma boa banda sonora, ainda que em registos diferentes.

Foi no "viver depois de ti" que descobri esta preciosidade: